Sinalização de acessibilidade: como fazer?

faixa de sinalização visual para degraus de escada
Faixa de Sinalização Visual para Degraus de Escada: Conheça sua importância
30/09/2021
nr 26
NR 26: Conheça a Norma de Sinalização de Segurança
09/11/2021

Sinalização de acessibilidade: como fazer?

 

Você sabia que existem cerca de 29 milhões de pessoas com deficiência no Brasil? A informação, dada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mostra a importância de pensarmos em uma sociedade cada vez mais igualitária, incluindo a sinalização de acessibilidade.

Todas as pessoas devem conseguir saber se guiar e localizar pelas ruas ou estabelecimentos. Quando não pensamos nisso, acabamos colocando diversas vidas em perigo, e é por isso que a sinalização de acessibilidade é um assunto tão necessário para o nosso dia a dia. Entenda mais sobre esse tópico que merece ser colocado em prática por todos!

A sinalização de acessibilidade na Legislação

sinalização de acessibilidade

Muitas pessoas podem achar que tornar um espaço mais acessível é um favor que fazem às pessoas com deficiência, mas não é bem assim. Existem Leis que obrigam esse tipo de prática e elas constam no Estatuto da Pessoa Com Deficiência, ou Lei Brasileira da Inclusão.

Um dos exemplos é a Lei 10.098, que fala, em termos gerais, sobre os critérios básicos que ajudam a promover a acessibilidade para todos. É preciso analisar com frequência se o seu estabelecimento cumpre com essas normas, já que a ausência delas pode resultar em diversas consequências negativas.

Uma delas é a multa, cujo valor varia de acordo com o nível de gravidade, mas a mais temida é a cassação do alvará de funcionamento da edificação. Ela faz com que o local seja restringido, afetando os donos. Por isso, o ideal é estar sempre atento aos critérios da sinalização de acessibilidade e evitar qualquer tipo de penalização por descumprir a lei.

Como promover a sinalização de acessibilidade?

Agora que você sabe a importância desse tipo de ação, fica a grande pergunta: como promover acessibilidade para mais pessoas e ficar de acordo com a Lei?

Para situações como essa, o principal norteador é a Associação Brasileira de Normas Técnicas. Este órgão é responsável por estabelecer diversas regras e ajudar a população a saber como implementá-las da melhor maneira possível.

No caso da sinalização de acessibilidade, foi desenvolvida a Norma Brasileira Regulamentadora 9050. O arquivo contém mais de 100 páginas e tem o título de “Acessibilidade a edificações, mobiliário, espaços e equipamentos urbanos”.

O guia é longo e temos certeza de que o passo a passo para a sua necessidade pode ser encontrado em alguma das páginas. No entanto, achamos importante destacar alguns pontos da sinalização de acessibilidade que podem trazer resultados mais gerais para a população com deficiência. Conheça alguns deles a seguir.

Piso tátil

Piso Tátil

Esta tecnologia serve para guiar as pessoas que têm baixa ou nenhuma visão e existe em materiais diversos, incluindo borracha, concreto ou até mesmo inox. O principal objetivo é que seja funcional e auxilie quem precisa.

Como já mencionamos anteriormente, é a NBR 9050 que estabelece os parâmetros de instalação e ela determina que existe uma diferença entre piso tátil de alerta e o direcional. Enquanto o primeiro é feito de bolinhas e serve para chamar a atenção do indivíduo, o segundo serve para guiar pelas ruas e estabelecimentos e é composto por várias linhas paralelas.

Se quiser entender como funciona o piso tátil de forma mais aprofundada, basta clicar aqui e conhecer essa técnica essencial para promover a acessibilidade.

Sinalização para degraus de escada

faixa-de-sinalização visual para degraus de escada

Assim como o piso tátil, a sinalização para degraus de escada também é muito útil para pessoas com baixa visão. A escada, como muitos conhecem, pode ser um espaço perigoso, principalmente para quem não enxerga bem.

Por isso, são usadas cores chamativas para alertar as pessoas que estão ali sobre os limites dos degraus, sinalizando até onde é um limite seguro para ir.

A NBR 9050 também determina os critérios para esse tipo de sinalização e reforça que as cores devem ser bem visíveis, além de dar uma recomendação em relação à textura. Como fala o arquivo, a dica é que as faixas de sinalização sejam antiderrapantes, porque isso promove ainda mais segurança para todos e evita possíveis acidentes na escada.

Placas Braille

placas braille

Muitas pessoas não conhecem este requisito, mas as placas de sinalização, que já são populares, também devem possuir informações em alto relevo. Quem não consegue enxergar as letras, por exemplo, pode usar o tato para ler com as mãos e conseguir se localizar, assim como todo mundo.

A acessibilidade parte da ideia de fazer com que todos tenham os mesmos direitos, por mais básicos que sejam. Caso um prédio tenha placas de sinalização apenas com informações legíveis para quem tem boa visão, aquele lugar já exclui uma parte da população que não enxerga bem.

Mapa tátil

mapa tátil

Imagine estar em um grande prédio, ter problema de visão e não saber como se localizar, já que não há nenhum mapa acessível no local. Este é um tipo de situação que muitas pessoas com deficiência passam, mas o mapa tátil está disponível para resolvê-la.

Através dele é possível informar o caminho a ser seguido por todo o prédio, mas é importante ter em mente que a memorização de locais complexos pode ser difícil de ser entendida. Caso haja muita movimentação para entrar em corredores, por exemplo, ou até mesmo bifurcações, pode ser necessário dividir o mapa tátil em diferentes espaços para ficar mais fácil compreender.

Ou seja, o intuito principal do mapa tátil é realmente guiar as pessoas com deficiência. É uma sinalização de acessibilidade que precisa se adequar ao meio em que está inserida, como prédios maiores ou menores.

Por onde começar a pensar em sinalização de acessibilidade?

Pode parecer uma tarefa difícil quando falamos sobre normas, lei e muitas opções de acessibilidade, mas não precisa se preocupar. Existem empresas especializadas em sinalização de acessibilidade, como a Forthlux, e são elas que te auxiliam durante essa jornada.

O primeiro passo é saber exatamente o que você precisa fazer. Como demos algumas sugestões, é importante reforçar que não é necessário fazer todas elas de uma vez! O seu estabelecimento pode ir se tornando, aos poucos, um lugar mais acessível para todos.

sinalização de acessibilidade

No entanto, não deixe isso para depois. Apesar do que muitos acham, a falta de acessibilidade impede bastante pessoas de chegar até você. Caso tenha algum estabelecimento comercial, por exemplo, isso pode resultar em menos clientes!

Ou seja, a sinalização de acessibilidade é um investimento: você paga um valor para a instalação e, em troca, torna o lugar ideal para todos, assim, qualquer pessoa se sente bem vinda de ir até você.

Entre em contato para que possamos te ajudar neste projeto tão importante! Estamos disponíveis no e-mail ou diretamente por WhatsApp, caso queira uma comunicação mais rápida. 

Estamos te esperando!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *